Por que a bonificação por resultados é importante?

A bonificação por resultados é uma remuneração variável concedida aos colaboradores que conseguem bons resultados na empresa.

Ela não faz parte do salário fixo do funcionário, sendo paga apenas caso algumas condições preestabelecidas sejam cumpridas. Essas condições podem estar relacionadas com o atingimento de metas de vendas e produtividade, por exemplo.

O pagamento da bonificação por resultados não precisa ser necessariamente em dinheiro, podendo ser concedido ao profissional que atingiu os resultados esperados em forma de produtos, viagens, diárias em hotéis e SPAs, entre outros.

Continue a leitura e saiba mais sobre a bonificação por resultados!

Por que a bonificação por resultados é importante?

Por que implementar na empresa?

Existem diversas vantagens em implementar a bonificação por resultados na empresa. Elas estão ligadas à produtividade, redução do turnover e atração e retenção de talentos. Veja:

Vantagens

Vale muito a pena investir nesse tipo de remuneração variável, pois ela motiva os colaboradores a entregarem um melhor desempenho para a empresa. A bonificação por resultados pode ser concedida a uma equipe de TI, por exemplo, caso ela consiga finalizar determinados projetos antes dos prazos estipulados.

Nesse caso, é muito possível que a produtividade aumente, trazendo resultados mais positivos para a empresa. Essa é uma relação de “ganha-ganha”, pois a organização consegue obter resultados melhores e o colaborador recebe uma bonificação que representa a valorização do seu empenho.

Outro motivo para implementar a bonificação por resultados na empresa é a redução do turnover. Colaboradores que se sentem mais valorizados tendem a ficar mais tempo na empresa. A bonificação por resultados pode diminuir a rotatividade de profissionais, fazendo com que custos com treinamentos iniciais e rescisões sejam evitados.

Por fim, outra vantagem da bonificação por resultados é a atração e retenção de talentos. Os profissionais mais talentosos buscam benefícios compatíveis com os resultados que conseguem para a empresa. atrair e reter talentos é muito mais fácil quando bônus pelo atendimento de metas são oferecidos.

Por que os líderes de RH devem se preocupar com  bonificação por desempenho?

Por uma série de motivos, uma vez que um sistema de bônus de desempenho bem projetado, com base em critérios justos, pode estimular os funcionários a entregar um trabalho de qualidade, atingir metas estabelecidas e manter a motivação e a produtividade.

As vantagens da bonificação por resultados são as seguintes:

  • A bonificação baseada em desempenho é considerada benéfico porque ajuda a motivar os funcionários a ir além de seu dever típico e fazer um trabalho excelente;
  • Uma cultura corporativa que oferece bônus ajuda os funcionários a melhorar seu desempenho e a empresa a atingir suas metas e objetivos;
  • Quando uma organização tem a cultura de oferecer um bônus baseado em desempenho, ela pode atrair talentos. Isso porque os candidatos em potencial querem ingressar em empresas que reconhecem o talento e estão dispostas a ir além e pagar mais por isso;
  • O bônus baseado em desempenho é considerado benéfico porque resulta em baixa rotatividade de funcionários;
  • A atração da bonificação por resultados ajuda a empresa na retenção de funcionários;
  • A taxa de absenteísmo é menor porque a maioria dos funcionários está trabalhando duro para se qualificar para uma bonificação por desempenho.

A bonificação baseada em desempenho é oferecida de forma não continuada, bem como anual ou semestralmente. Essa é considerada uma das melhores maneiras de reter os melhores talentos e mantê-los satisfeitos.

Existe alguma regra para oferecer bonificação por resultados?

Um dos fatores que mais impede gestores e empreendedores de recompensar o desempenho de seus funcionários é o receio de gerar problemas jurídicos para a empresa. Por medo de descumprir as exigências impostas pela CLT, muitas corporações perdem a oportunidade de reter talentos ao reconhecer todo o esforço feito por seus funcionários.

Nesse sentido, com base na Lei. n.º 13.467 de 2017 da Reforma Trabalhista, as empresas podem fazer o pagamento de premiação aos funcionários sem incorporar os valores ao salário. Quanto a isso, o segundo e o quarto parágrafos da lei determinam o seguinte, respectivamente:

§ 2.º  As importâncias, ainda que habituais, pagas a título de ajuda de custo, auxílio-alimentação, vedado seu pagamento em dinheiro, diárias para viagem, prêmios e abonos não integram a remuneração do empregado, não se incorporam ao contrato de trabalho e não constituem base de incidência de qualquer encargo trabalhista e previdenciário. 

[…]

§ 4.º  Consideram-se prêmios as liberalidades concedidas pelo empregador em forma de bens, serviços ou valor em dinheiro a empregado ou a grupo de empregados, em razão de desempenho superior ao ordinariamente esperado no exercício de suas atividades. 

O segundo parágrafo estipula que o pagamento de premiação aos funcionários pode ser feito sem receios de que esses valores possam gerar encargos. desde que o bônus não integre o salário nem constitua base de cálculos previdenciários, trabalhistas ou fiscais.  

O quarto parágrafo, no entanto, esclarece o que, de fato, é denominado como premiação. Também conhecido no ambiente corporativo como Remuneração Variável (RV), essa forma de bonificação por desempenho não deve ser paga com frequência ou de maneira fixa.

Diante disso, fica claro que a nova lei, modificada pela alteração do artigo 457 da CLT, foi um ponto importante tanto para colaboradores quanto para empregadores. Agora, as corporações têm mais segurança para recompensar o bom desempenho de seus funcionários, fator essencial para motivar a equipe.

Como ela pode ser desenvolvida dentro da empresa?

Em primeiro lugar, os bônus devem ser mantidos separados dos aumentos salariais e custo de vida. E vinculados diretamente a objetivos específicos e mensuráveis relacionados às metas da empresa e à contribuição do funcionário para essas metas ou resultados financeiros.

Bonificação por desempenho

Além disso, aqui estão algumas dicas para considerar ao projetar um plano de bonificação por resultados eficazes:

Crie uma política de premiação clara 

Ao implementar essa estratégia na empresa, os líderes de RH devem estabelecer os critérios que usarão para avaliar os funcionários que receberão a bonificação por desempenho e garantir que os gerentes e funcionários o entendam.

Isso porque, explicar os critérios para ambos fornece a cada um, as informações necessárias para fazer seu trabalho da melhor maneira possível.

O RH também pode implementar um sistema de métricas de desempenho para maximizar o potencial dos funcionários e garantir objetividade e justiça.

Esse ponto é crucial, uma vez que, se as bonificações ou outros planos de reconhecimento não forem bem pensados, ou se basearem em critérios subjetivos, sérios problemas éticos podem surgir.

Digamos, por exemplo, que você concedeu um bônus a um membro da equipe com base no julgamento subjetivo de desempenho de um supervisor.

Agora imagine que esse funcionário continua com o mesmo desempenho no ano seguinte, mas o supervisor quer destacar outra pessoa com um bônus em vez do funcionário estrela do ano passado.

Como resultado, o primeiro funcionário pode ver isso como um desincentivo.

Portanto, defina os critérios e os comunique claramente à empresa antes de implementar a estratégia!

Inclua os funcionários nas reuniões de definição de metas 

Uma ótima estratégia para motivar os funcionários é convidá-los para ajudar a estabelecer metas de bônus de desempenho alcançáveis.

Isso porque, há uma probabilidade maior de que os funcionários compreendam melhor as tarefas à sua frente e tenham motivação para realizá-las, se participarem do processo de definição de metas.

Essa é uma boa oportunidade, pois permite que os líderes de RH capacitem os funcionários integrando metas que promovem o sucesso individual e da empresa.

Alinhar as metas de bonificação por desempenho com as metas da empresa permite que os funcionários se sintam mais engajados, sabendo que seu trabalho tem significado e importância.

Escolha um meio de pagamento que dê autonomia na bonificação

Se você ama seus funcionários, liberte-os. Em outras palavras, isso significa que dar autonomia para o colaborador utilizar o presente da forma que achar melhor é a verdadeira chave para o engajamento dos funcionários!

Ao dar aos funcionários liberdade e controle sobre suas escolhas, os empregadores vão na direção contrária da rotina tradicional de “presente da firma” para construir suas marcas e aumentar o engajamento e a produtividade da equipe.

Para desenvolver a bonificação por resultados dentro da empresa, é preciso verificar alguns aspectos. O primeiro deles é o planejamento. As lideranças devem planejar o orçamento destinado ao oferecimento do bônus, bem como todos os requisitos necessários para que os colaboradores recebam a bonificação.

As metas devem ser claras e objetivas para que não restem dúvidas sobre o seu cumprimento. Isso faz com que o processo seja mais transparente e evita desgastes desnecessários dentro das equipes.

Por fim, é essencial decidir a forma como o benefício será repassado aos colaboradores. Uma boa maneira de fazer isso é utilizando um cartão de benefícios flexíveis. Nesse tipo de cartão, é possível inserir o bônus para que os profissionais o usufruam de acordo com as regras estabelecidas no programa de bonificações.

Cartão de benefícios flexíveis da MarQ.

A MarQ é a empresa que mais se destaca no mercado de benefícios flexíveis. Oferecemos uma solução completa por meio de um cartão físico de benefícios com a bandeira Mastercard. O setor de RH insere e administra os benefícios repassados aos colaboradores e eles podem utilizar o cartão em mais de 2 milhões de estabelecimentos!

beneflex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *